Início AUDIÇÃO A jovem cantora Birdy

A jovem cantora Birdy

697
Compartilhe

Se existe uma pessoa contra indicações, essa pessoa certamente sou eu. Calma que eu explico. Você já deve ter passado alguma indicação de filmes, livros, músicas para alguém. E certamente teve algum feedback depois se gostou ou não. Então onde eu me encaixo nisso? É que dificilmente eu estarei indo atrás de qualquer indicação. Quer dizer, se você for mais que um pooouco mais especial para mim. Entenderam? Pois é. Sou daquelas que adora descobrir sozinha as coisas que o acaso me possibilita. E nem estou aqui pra indicar alguma música, tá? Mas se quiserem pesquisar depois, eu garanto que não se arrependerão.

A jovem cantora Birdy.
A jovem cantora Birdy. Foto: Reprodução

Certo que eu já conhecia o nome e até já curtia a página oficial de Birdy no Facebook, e que tem muitas coisas que eu curto no Facebook para olhar depois, e aí, eu esqueço de novo ou no momento não fez muito sentido. Birdy como eu já havia dito antes, foi uma indicação de uma amiga, onde eu até escutei uma música (não lembro se gostei ou não) e por isso a curtida na rede social.

Além do inesperado dos dias que acontece comigo, algumas músicas, filmes, livros ou qualquer outro tipo de arte que também me aparecem inesperadamente é o tipo certo que eu mais gosto. Que pena que a Birdy veio me fazer um sentido maior agora, porque certamente o seu som já teria se encaixado perfeitamente em algum pedaço da minha vida, como agora que estou escrevendo esse texto e me derretendo de amores.

Birdy é uma cantora britânica que esse mês vai completar seus 19 aninhos. É sério, ela é bem novinha mesmo. Estou descobrindo Birdy junto com alguns de vocês e se quiserem podem ficar pasmos também. Mas vamos continuar… Ela ficou conhecida através do X Factor, programa que adoro muito, mas que não são todas as temporadas que consigo assistir. Em 2011, ela fez sua versão de Skinny Love, da banda Bon Iver, e atingiu o Top 20 da UK Singles Chart e em alguns países da Europa. No mesmo ano, ela também lançou seu álbum de estreia, contendo onze faixas, quase todas eram regravações.

Seu nome de batismo é Jasmine van den Bogaerde. Nome muito apropriado e que acho lindo. Filha de pianista, aprendeu desde cedo e aos 7 anos já começou a compor suas próprias canções. Atualmente, apesar da pouca idade, só posso afirmar que Birdy tem muito talento, estilo e maturidade além da conta para lançar canções tão marcantes. A voz tem uma certa frieza, o que a deixa mais tocante ainda.

Capa do álbum Fire Within (2013), da cantora Birdy.
Capa do álbum Fire Within (2013).

Sobre eu começar a escutar Birdy? Ah, fui encantada pela música Wings, emendando logo em “Heart of Gold”, que são a primeira e a segunda música do álbum Fire Within, seu segundo disco de estúdio. E só pra constar, de um modo totalmente inesperado, que foi pela reprodução automática do Youtube. E não vá pensar que são músicas de passarinho, hein (risos). A medida que o CD vai rolando, a pressão de sua voz vai aumentando de tal modo, que se eu não estivesse vendo-a no vídeo poderia até achar que seria a cantora do Florence + The Machine. Sinceramente, não sei o quanto Birdy é conhecida mundialmente, mas o que posso dizer é que é muito difícil não amar o segundo álbum inteirinho. Estilo muito diferente e com uma autenticidade impressionante. Tem uma sinceridade na qualidade emocional muito grande, quase irreal.

Aparentemente não muito comercial. Muito clara e se dependesse do meu voto desbancava muitas cantoras famosas por aí. E em nome do meu arrependimento, vou indicar Birdy até quando eu continuar a perceber o quanto é bom se sentir livre escutando suas músicas. Realmente não é música de passarinho! Mas sempre concordei que as palavras cantadas são como o som dos pássaros.