Início PALADAR Gastronomia Alimentação viva, a maior aliada da juventude e beleza

Alimentação viva, a maior aliada da juventude e beleza

60
Compartilhe

Peeling, botox, ácido hialurônico, cauterização capilar, dieta; esses são alguns dos inúmeros recursos utilizados pelas mulheres – e até mesmo pelos homens – para tornar a aparência mais jovial. Porém, o que a maioria das pessoas desconhece é o fato de que somos naturalmente programados para promover a renovação do corpo sem precisarmos de recursos artificiais. De fato, nosso organismo trabalha incessantemente para que as células se reproduzam de maneira saudável desde que haja oxigenação e equilíbrio do Ph alcalino atuando no núcleo da vida celular.

Alimentação viva ou alimentação crudivera, isto é, crua.
Foto: Reprodução

Quando isso não acontece, o organismo se torna intoxicado e acaba desencadeando deformidades na pele, unhas, cabelos, músculos, tecidos ósseos e adiposos. O resultado é uma expressão pesada, bolsas embaixo dos olhos, pálpebras caídas, papada, ressecamento de pele, rugas, linha de expressão, retenção de líquido, sobrepeso, unhas e cabelos quebradiços e mau hálito. Isso é sinal de que o corpo está intoxicado e um dos principais fatores é a alimentação.

Não é novidade para que ninguém que os alimentos processados são verdadeiros venenos para a saúde, beleza e o prolongamento da juventude; mas pouco se propaga sobre a perda nutricional da alimentação cozida, frita, assada ou grelhada que diminui em até 80% os compostos vitamínicos do que comemos, ao passo em que a alimentação crudivera, isto é, crua, mantém 100% das enzimas do insumo, o que o torna uma bomba de absorção proteica.

Outro agente nocivo à saúde, tanto quanto os produtos processados, o sódio e o açúcar, são as carnes e os lactos de todos os tipos que vêm carregados de produtos químicos e enzimas capazes de entupir os vasos sanguíneos e se manter putrefatos durante longos períodos no estômago; o que acelera os radicais livres e a inflamação celular. Sendo assim, cada vez mais, nutrólogos e nutricionistas recomendam a alimentação funcional como papel preventivo e de tratamento ao envelhecimento precoce e doenças crônicas.

Nas academias e redes sociais, a onda natural são os energéticos e barrinhas de cereais pré e pós treino, como os “Smoothies” – aqueles shakes deliciosos de frutas, grãos, cereais, legumes e verduras que valem por 5 anos de botox. Quanto mais ingredientes naturais e menos lactose, mais efeito rejuvenescedor possui.

Esqueça o estereótipo natureba magricela, não se engane quem pensa em perda de massa muscular, dá para manter e até aumentar a musculatura com uma dieta totalmente natural bem planeada e balanceada; isto porque a proteína está em todos os lugares: nos vegetais, nas oleaginosas como castanhas e nos grãos. Um exemplo disso é que a lista dos “crudis” famosos e de corpos esculturais só aumenta, como a tenista número 1 do mundo e halterofilista norte-americana Selena Williams e diversos outros atletas: o jogador de defesa do Chicago Bears, David Carter; o fisiculturista Robert Cheeke; a maratonista Fiona Oakes e o atual homem mais forte do mundo, Patrik Baboumian – competidor de força.

“O que acontece é que, quando passamos a consumir alimentos vivos, o corpo para de gastar energia na eliminação de toxinas e as células passam a receber integralmente tudo aquilo que precisam para ficarem nutridas, bonitas e viçosas; isto acaba refletindo em questão de 21 dias na estética, no campo emocional e comportamental. A pessoa se torna mais alegre, feliz e cheia de energia, uma vez que o organismo não está mais inflamado e passa a funcionar adequadamente o processo de regeneração celular.”, diz a naturopata e chef crudivegana Márcia Unfer, acostumada a preparar cocktails para eventos totalmente crus consultorias e palestras sobre alimentação viva.

Receitas do livro Cozinha Viva, da chef crudivegana Márcia Unfer.
Foto: Reprodução

O mais impressionante é que, além de possuírem aparência e aromas maravilhosos, que deixam os convidados de “boca-aberta” ao descobrirem do que se trata, os cardápios de alimentação viva são infinitos e envolvem docinhos, massas, quitutes, pastas, pãezinhos, sopas, saladas e toda uma variedade de pratos criativos, deliciosos e fáceis de preparar.

Ao invés de gastar rios de dinheiro em estética, whey protein e produtos tóxicos e sintéticos para mascarar problemas decorrentes de uma má alimentação, experimente ao menos um ou dois dias na semana, mudar o padrão de cozinhar o seu alimento para “cruzinhar” – a arte de germinar e praticar a alimentação viva, esta que promete ser a fonte da juventude.