Início 6º SENTIDO Orgulho de SER Brasileiro

Orgulho de SER Brasileiro

164

Esse país de tamanha grandeza territorial, de tantas belezas naturais e riquezas minerais, tem em seu povo a maior de todas as riquezas. Sua multiplicidade e miscigenação, formam a cultura desse país plural que está sempre de braços abertos.

Povo miscigenado
Um país plural, miscigenado e alegre. Foto: Reprodução

A história diz que eram mandados para cá nos porões dos navios, os degredados de Portugal. Pessoas consideradas a escória da humanidade e que aqui acabaram fazendo fortunas com sua esperteza. Aproveitavam-se da ingenuidade do povo simples e sem instrução que residia no Brasil Colônia. Esses tais “espertos”, já naquela época começaram a desenvolver o tão famoso jeitinho brasileiro, que na minha opinião não deve ser comparado a roubos, enrolação ou corrupção. Pelo contrário, brasileiro de verdade tem um jeitinho especial para viver feliz, alegre, sorridente e superar as adversidades mesmo com tão pouca condição. Pessoas humildes, sem oportunidades de estudo e emprego conseguem dar a volta por cima e viver com dignidade. Aquele povo que da nó em pingo d’água e agita e agita, é o brasileiro.

Africanos foram escravizados nessa terra. Pessoas como nós, que só diferenciam pela cor da pele, a maldita cor da pele – que os poderosos do passado, os coronéis e os traficantes de seres humanos condenaram a condição de bicho. A maior vergonha que a humanidade irracional um dia criou, o racismo. Uma espécie de preconceito arraigado na mente das pessoas e que ainda hoje é combatido, mesmo após tantos anos desde a abolição da escravatura pela Princesa Isabel, em 1888.

Índios que aqui já moravam, foram mortos, catequizados, expulsos de sua terra e também formaram a mistura base desse povo abençoado. O gigante não está mais adormecido, já não pede mais empréstimos ao FMI e participa das grandes decisões internacionais. Viu um retirante nordestino e operário que nunca foi diplomado, a não ser pela Faculdade da Vida, tornar-se o trigésimo quinto presidente da República Federativa do Brasil. Recentemente, elegeu pelo voto popular a 1ª presidenta de sua história, uma mulher chamada Dilma. Vai realizar dois dos maiores e mais importantes eventos esportivos do mundo, a Copa 2014 e as Olimpíadas 2016. Revoluções e mudanças estruturais vem acontecendo nesse país que eu amo tanto.

Não entendo essas pessoas que só sabem criticar seu próprio país. Vaias em ocasiões inoportunas, como por exemplo no Pan-americano Rio 2007, em que o presidente Lula foi vaiado logo no seu discurso, em plena abertura de um evento televisionado para vários países do mundo. Aqui, pessoas de regiões mais ricas humilham outras de regiões mais pobres comparando-as a macacos, como se essas tivessem culpa de ter nascido em locais de pouca ou nenhuma oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional. Seções explícitas de bullying em redes sociais, isso mesmo, a internet agora também virou arma para covardes que humilham pessoas pela simples cor da pele, por condição social ou simplesmente porque acordaram de mal humor e precisam encontrar mais um alvo. Pessoas que não valem a pena serem mencionadas, pela forma absurda que expressam suas ideias deturpadoras. Filhos de uma terra que já foi colonizada, escravizada, e ainda hoje é subjugada por alguns descrentes de um futuro bom.

Assista a excelente campanha da Johnnie Walker Brazil!

A mim só resta continuar lutando para transformar a realidade em que vivo, a todos vocês que estiverem lendo, façam o mesmo. Tente operar mudanças, por menor que sejam. A verdade é que pequenas ações juntas formam verdadeiras revoluções silenciosas ou movimentos sociais amplificadas por megafones. A mudança acontece ininterruptamente…

———————————————————————————————————————————————-

Edvando JuniorEdvando Junior é cadeirante, cidadão, designer gráfico, apaixonado por projetos de sustentabilidade e tudo que diz respeito a preservação da natureza. Fundador do site Ativar Sentidos e idealizador do projeto social Esquadrão da Paz. Atualmente estou viajando no mundo das palavras, nessa gratificante sensação de exprimir sentimentos para ativar os sentidos. @edvandojr