Início 6º SENTIDO A vida não erra, quem erra somos nós

A vida não erra, quem erra somos nós

299
Compartilhe

Soube que o meu tipo de distração é o mais difícil de curar: quando percebo que passou, já passou, não costumo correr atrás – o problema é insistir no pior de todos os erros, brigar comigo mesma.

Reflexão sobre a vida
Um estado de reflexão sobre a vida. Foto: Reprodução

Finalmente me dei conta de quanto eu já errei e ainda terei que errar seguidas e seguidas vezes. Mas eu não tenho receio em errar. Eu tenho receio de estar sempre certa e de não ter mais nada para que eu possa errar. Tenho receio porque a teimosia me fez acertar no alvo, mas ele é falso. O alvo na verdade era uma ilusão que me obrigou a enxergar de perto a realidade, e eu sou muito grata a vida pela oportunidade em dizer que aquele alvo não vale a pena e nem é real. Tenho receio na distância entre duas pessoas mesmo estando lado a lado. São mais angustiantes as lágrimas de quem nunca errou por amor.

Se eu pudesse falar bem alto, eu gritaria: “vida, me dá mais uma chance para que eu possa errar”. Sim, eu estou errando neste momento, com ignorância e sem razão, mas foi por amor. Reconheço, errei, perdão. Tudo é uma questão de olhar e reconhecer que o amor por vezes nos faz errar um erro bom. E confesso que eu não seria a mesma, caso não tivesse errado por nós. Sim, eu não me arrependo de errar.

Sabe o que é, estou errando há dias, de camarote, com vista mar. Só que ainda não percebi que estou errando, por isso insisto. A vida sabe de algo que não sabemos. E ri de nós como quem diz: “você irá errar”. Mesmo assim a vida me concedeu o direito de sentar ao seu lado para ter certeza da minha incerteza. Então, eu tropeço novamente e a vida me dá dois tapas na cara e diz: “até que enfim, você aprendeu”.

Observando os pássaros
Observando os pássaros. Foto Reprodução

Ali nas cascatas da vida quem erra se banha na água profunda da sua própria dor. E lá depois do penhasco há um vento bom que areja e acalma o coração. A vida tem razão. Somente agora os teus sonhos semeará em terras reais. Lá, o começo é um ponto final que nunca chega ao fim.

Viver é fazer do erro uma cama para se deitar no horizonte ou no chão. Não culpe a vida nem a si mesmo pelos erros que cometeu. A porta que um dia se fecha é também a mesma que se abre. Não estranhe caso a vida te deixe esperando por ela. Tenha paciência e espere, mesmo sem compreender o que o tempo insiste em nos dizer com intensidade de uma incerteza desconhecida. E […]

———————————————————————————————————————————————-

Laila GuedesLaila Guedes é publicitária, produtora, roteirista e diretora de vídeos e programas de TV. Fotógrafa nas horas vagas, também é apaixonada por música, literatura e cinema. Uma mulher comum com pensamentos comuns. O que difere é que ama com o coração e permite que a sua alma seja tocada, sem deixar de acreditar. Vive um estilo de vida saudável, cuida do Corpo, da Mente e da Alma. Quer saber mais? Acesse o seu blog pessoal.