Início TATO ARGÉLIA | Nos moldes da alegria

ARGÉLIA | Nos moldes da alegria

726
Compartilhe

Os artesãos argelinos manuseiam diversas formas de arte manufaturados: tapetes, cerâmica, barro, esculturas em madeira, cestaria e design de joias. Mais do que modo de subsistência, o artesanato da Argélia tem uma história rica que mistura arte e artesanato.

A tapeçaria da Argélia é tradicionalmente feita por mulheres.
A tapeçaria tradicional feita por mulheres. Foto: Reprodução

O artesanato tem todas as características das pessoas daquela região. Coloridos, alegres, com singelos significados, de cores cobres, sempre trabalhados delicadamente com as joias preciosas, pois de fato este é o valor que tem para os argelinos.

Na casa dos argelinos, o tapete é a peça principal. O país é conhecido principalmente pela delicadeza de seus tapetes de tecelagem nobre e intrincada, em geral, quase sempre tecidos por mulheres. Embora muitos ainda sejam tecidos, a amarração é uma técnica também usada comumente.

A cerâmica também tem papel fundamental tanto no tradicionalismo quanto na economia do país, determinando até mesmo um marco na história da arte na Argélia. A diversificação dos estilos de cerâmica diferem de região para região, trazendo cores e adornos, cada qual representando diferentes regiões do país. As técnicas de cerâmica são semelhantes. No entanto é importante salientar que todas elas remontam à época romana. Provavelmente, os mais tradicionais objetos de cerâmica são aqueles feitos pelas mulheres da Cabília e das regiões montanhosas de Aures na Argélia.

Uma gente sorridente, alegre, humilde e cheia de graça, herdeiros de tradições antigas, banhados de influências múltiplas trazem em suas peças de barro, moldes preciosos para a arqueologia, pois muitos modelos derivam de peças encontradas em escavações de seus antepassados.

Artesão tuaregue vendendo artigos aos turistas em Hoggar, Argélia.
Artesão tuaregue vendendo artigos aos turistas em Hoggar, Argélia. Foto: Reprodução

O modo de se vestir também traz as características desse artesanato, são tecidos luxuosos que cobrem seus corpos em trajes tradicionais e turbantes para a cabeça com nós interessantíssimos.

A indústria que move o artesanato já representa uma significativa parcela da economia da Argélia. O governo da argelino vem investido consideravelmente nas artes e na indústria de artesanato, já que o potencial dos argelinos é um dos motores principais da economia.

Todas essas belezas podem ser encontradas em “Casbahs”, uma espécie de mercados públicos semelhantes aos nossos; ali, vende-se todo o tipo de artesanato, tapetes, tecidos, roupas, comidas típicas juntamente com outros produtos. Estes mercados são destinos turísticos pois é aqui que podem ser encontrados mais barato do que em lojas ou por meio de importadoras internacionais.

Caravana no deserto do Sahara (Sul da Argélia).
Caravana no deserto do Sahara (Sul da Argélia). Foto: Reprodução

Então, se um dia visitares um Casbah, saiba que você está no meio da cultura, arte e arqueologia. É praticamente um museu de história argelino a venda.

* Agradecimento especial a Micro & Soft Informática pelo apoio na realização deste projeto especial.