Início VISÃO Ilustração e Pintura GRÉCIA | As Criaturas Mitológicas

GRÉCIA | As Criaturas Mitológicas

4014
Compartilhe

A Grécia é um país cheio de coisas fantásticas, especialmente sua história. Considerada um dos berços da civilização europeia, influenciou os processos de domínio da filosofia, da medicina, da matemática e da astronomia. Destino de muitos turistas que procuram se aventurar, a Grécia é uma experiência sensorial. E para representá-la em nosso Especial da Copa, vamos falar sobre um dos temas que mais causam fascínio com relação a esse país: as criaturas da Mitologia Grega.

Representação do duelo entre Zeus e o titã Cronos, seu pai.
Representação do duelo entre Zeus e o titã Cronos, seu pai.

A mitologia grega, um dos legados da Grécia Antiga, é um dos temas que mais geram curiosidades sobre esse país. Um conjunto repleto de mitos, entidades divinas, monstros fantásticos e lendas de amor, ódio, amizade e vingança que foram muito bem retratados por Homero nos poemas épicos Odisséia e Ilíada, e que também pode ser estudada através da Teogonia.

Os protagonistas da mitologia grega são os deuses e entidades, como Zeus, Afrodite, Apolo, Atena, Hades e companhia. E também os heróis, algumas vezes frutos da união entre deuses e mortais, como Hércules, Édipo, Jasão e Teseu. Muitos desses personagens da mitologia grega já inspiraram aventuras e animações no cinema, como Ulisses (1954), Orféu Negro (1959), A Odisséia (1997), Hércules (1997), Tróia (2004), Fúria de Titãs (2010), Percy Jacskon e o Ladrão de Raios (2010), Imortais (2011), entre outros grandes épicos cinematográficos.

Além dos deuses, temos também as temidas figuras ou monstros mitológicos, em parte criadas pelos próprios deuses, que muitas vezes serviam apenas para proteger algo ou alguém ou simplesmente atrapalhar a vida dos grandes heróis.

Selecionamos alguns dos monstros ou criaturas que marcaram a mitologia grega. São eles:

Argos Panoptes

Argos Panoptes é uma criatura da mitologia grega, um gigante de cem olhos.
“Argos Panoptes”, um gigante de cem olhos.

Representado por um gigante de cem olhos que era servo fiel de Hera e guardião de Io, uma princesa e amante de Zeus que foi transformada em novilha. Para libertar Io a mando de Zeus, Hermes o colocou para dormir e cortou sua cabeça. Como homenagem ao servo, Hera o transformou em um pavão, sua ave sagrada, cuja a cauda possui os cem olhos de Argos.

Cérbero

Cérbero é um monstro da mitologia grega, o cão de três cabeças que guarda a entrada do Tártaro. Ilustração: Svetlin Velinov
“Cérbero”, o cão de três cabeças que guarda a entrada do Tártaro. Ilustração: Svetlin Velinov

Um monstruoso cão de múltiplas cabeças e cobras ao redor do pescoço. Guardava a entrada do Tártaro, o reino subterrâneo dos mortos, onde deixava as almas entrarem, mas jamais sair. Quando mortais se aproximavam dos portões de Tártaro, ele fazia festa e era muito gentil, mas quando queriam ir embora, ele se tornava feroz, impedindo sua partida. Os únicos que conseguiram sair vivos de lá foram Héracles, Orféu, Enéias e Psiquê.

Centauros

Centauro é uma criatura da mitologia grega que possui o corpo metade humano e metade cavalo.
“Centauro”, uma criatura que possui o corpo metade humano, metade cavalo.

Os centauros formam uma classe de monstros da mitologia grega que possuem o corpo metade humano, metade cavalo. Dotados de muita força física, era um monstro com características humanas. São os que melhor representam os conflitos típicos dos seres humanos: razão, emoção e violência.

Ciclopes

Ciclopes são criaturas com força descomunal e apenas um olho no meio da testa.
“Ciclopes”, são criaturas com força descomunal e apenas um olho no meio da testa.

Os ciclopes eram criaturas com força descomunal e apenas um olho no meio da testa. Divididos em três raças: urânios, sicilianos e os advindos da região da Lícia. O mais famoso dos ciclopes foi Polifemo, enfrentado pelo herói grego, Ulisses.

Esfinge

A Esfinge é um monstro alado com corpo de mulher e leão.
“Esfinge”, um monstro alado com corpo de mulher e leão.

A esfinge era um monstro alado com corpo de mulher e leão que afligia a cidade de Tebas. Primeiramente apresentava aos homens o seguinte enigma: “Que animal anda pela manhã sobre quatro patas, a tarde sobre duas e a noite sobre três?” Como nenhum dos homens conseguiu decifrar tal enigma, a esfinge os devorava. Isso ocorreu até que Édipo, filho de Laio, enfrentou a esfinge e conseguiu decifrar seu enigma respondendo: “O homem, pois engatinha na infância, anda ereto na idade adulta e necessita de bengala na velhice.” Com seu enigma decifrado, a esfinge sofreu uma grande frustração, jogou-se num precipício e pereceu.

Equidna

Equidna é uma criatura da mitologia grega, com metade do corpo em forma de serpente e a outra metade na forma de mulher.
“Equidna”, uma criatura com metade do corpo em forma de serpente e a outra em forma de mulher.

Conhecida como a Mãe dos Monstros, Équidna tinha metade do corpo em forma de serpente e a outra metade na forma de mulher. Alguns mitos dizem que ela era filha dos titãs Fórcis e Ceto; outros, que foi gerada por Tártaro e Gaia. Uma coisa é certa: Équidna e Tifão fizeram sexo, e da pavorosa união nasceu uma legião de monstros. Entre os filhos do casal tétrico, estão Cérbero, o cão de três cabeças que guardava as portas do inferno; a Hidra de Lerna, com corpo de cachorro e dezenas de cabeças de serpente; a esfinge que assolou Tebas; e a Quimera.

Gréias e Górgonas

Medusa é a górgona mais famosa da mitologia grega. Ilustração: Genzoman
“Medusa”, a górgona mais famosa da mitologia grega. Ilustração: Genzoman

As gréias e as górgonas eram monstros da mitologia grega. As gréias eram um pouco mais pacíficas, trata-se de três irmãs que tinham cabelos grisalhos desde o nascimento. Já as górgonas eram mais assustadoras, possuíam dentes de javali, garras de bronze e cabelos de serpente, a górgona mais famosa de toda mitologia foi Medusa.

Grifos

Grifos eram monstros com corpo de leão, cabeça e asas de águia.
“Grifos”, monstros com corpo de leão, cabeça e asas de águia.

Os grifos eram monstros com corpo de leão, cabeça e asas de águia, além de possuir o dorso recoberto de penas. As suas garras e presas eram gigantescas, eles possuíam habilidade de construir ninhos com o ouro encontrado nas montanhas, além de botarem ágatas ao invés de ovos. Os grifos eram muito vigilantes com seus filhotes, pois os caçadores procuravam seus ninhos por causa do ouro e os matavam.

Hidra

Hidra é um monstro da mitologia grega, com corpo de dragão e nove cabeças de serpente. Ilustração: Svetlin Velinov
“Hidra”, um monstro com corpo de dragão e nove cabeças de serpente. Ilustração: Svetlin Velinov

Filha dos monstros Tifão e Équidna, a Hidra tinha corpo de dragão e nove cabeças de serpente. Seu hálito era venenoso e com ele que ela matava quem dela se aproximasse. Segundo o mito, suas cabeças podiam se regenerar, sendo que ao ser decapitada, duas novas surgiam no lugar. O monstro foi criado por Hera para matar Herácles.

Sátiros

Sátiro é uma criatura da mitologia grega com o corpo metade homem, metade bode.
“Sátiro”, uma criatura com o corpo metade homem, metade bode.

Sátiro, na mitologia grega, era entidade da natureza com o corpo metade homem, metade bode. Equivalente ao fauno na mitologia romana. Eram divindades menores da natureza. Viviam nos campos ou bosques e frequentemente tinham relações sexuais com as ninfas, mulheres e rapazes humanos, além de cabras e ovelhas.

Fontes: 1, 2, 3.

* Agradecimento especial a Micro & Soft Informática pelo apoio na realização deste projeto especial.

  • Luh Pires

    Amei o texto.

    • Petit Gabi

      Obrigada Luh!

  • Nikson

    Faltou minotauro