Início VISÃO James Franco, o anti-galã de Hollywood

James Franco, o anti-galã de Hollywood

873
Compartilhe

James Franco não é um dos rostos mais belos de Hollywood, mas certamente é um dos mais talentosos e sexies dos últimos tempos. Com seu ar despojado, bem ao estilo James Dean e com suas atuações intensas, ele vem ao longo dos anos consolidando-se na carreira artística e deixando sua marca para a posteridade.

James Franco bem na foto.
James bem na foto.

O ator estadunidense James Franco é mais um dos que em pouco tempo conseguiram despontar para a carreira artística por um talento nato. No que diz respeito a sua vida artística, ele conseguiu, em apenas um ano fazendo teatro, ser chamado para seu primeiro protagonista na TV na série cult Freaks and Geeks de 1999.

O ator de 37 anos nasceu na Califórnia e formou-se no tempo recorde de dois anos. Tem Mestrado em Literatura e em breve terá o título de PhD em Língua Inglesa. De descendência judia, portuguesa, sueca e russa, o ator trouxe em seu gene o talento para as artes. Além de atuar, James também pinta e toca violão.

Sua estreia no cinema foi em Nunca Fui Beijada (1999) ao lado de Drew Barrymore. Outras comédias românticas também figuram no currículo do ator, como Correndo Atrás (2000), O Amor Não Tira Férias (2006), Ligeiramente Grávidos (2007) e Comer, Rezar, Amar (2010). Como Harry Osborn em O Homem-Aranha (2002 – 2007), James alçou voos mais altos, principalmente pelas grandes bilheterias do primeiro e segundo filme da franquia. Apesar dos papéis pops, são os intensos que mais agradam James, como nos longas James Dean (2001), O Último Suspeito (2002), Um Crime Americano (2007), Milk (2008), 127 Horas (2010), Planeta dos Macacos: A Origem (2011), Spring Breaker: Garotas Perigosas (2012) e Oz: Mágico e Poderoso (2013).

James Franco em Homem-Aranha 3 (wallpaper).
Wallpaper do filme Homem-Aranha 3.
James Franco como James Dean.
James Franco como James Dean.
James Franco no filme 127 Horas.
Franco em 127 Horas. © Fox Searchlight

Entretanto, não são apenas de sucessos que a carreira de James Franco é composta. O ator amargou fracassos como Tristão e Isolda, Annapolis e Flyboys, todos de 2006. Nesse último ele teve inclusive que aprender a pilotar aviões. Seu esforço não foi recompensado nas bilheterias, mas ele sabe lidar bem com as más fases.

Considerado um dos atores mais quentes da Revista People em 2004 e um dos 40 atores mais belos de Hollywood pela revista Premiére, James segue a vida ao estilo mais anti-hollywoodiano possível. O ator que não bebe e dorme pouco, pois considera isso perda de tempo. Em Hollywood, ele é conhecido por ler clássicos nos intervalos das filmagens em que atua. James participou de dois ensaios com carga homoerótica, sendo um deles um ensaio fotográfico para a Revista Candy. Além dos papéis onde representa homossexuais no cinema, esses ensaios demonstram a leveza com que ele trata as polêmicas em torno de sua sexualidade. O ator também dá aulas em uma faculdade e faz trabalhos voluntários no Art of Elysium, que ajuda crianças com sérios problemas de saúde.

Para quem não sabe James também é diretor e tem uma produtora de filmes independente, a Rabbit Bandini Productions. Ele já dirigiu Fool’s Gold, Eu, Eu Mesmo e o Macaco e Good Time Max.

James Franco interpretou o alpinista Aron Ralston no longa 127 Horas.
James interpretou o alpinista Aron Ralston no longa 127 Horas.

Franco já recebeu uma indicação ao Oscar por seu papel em 127 Horas, ao Primetime Emmy Award por James Dean e venceu o Globo de Ouro pelo mesmo papel. Também venceu o Independent Spirit Awards em 2009 como Melhor Ator Coadjuvante por Milk. Em 2011, ganhou o mesmo prêmio como Melhor Ator por 127 Horas.

Suas aparições mais recentes foram no drama Palo Alto ao lado de Emma Roberts, no qual também participou na elaboração do roteiro. Além de atuar na comédia A Entrevista, ao lado do amigo Seth Rogen.

Compartilhe
AnteriorSandyAlê e sua estreia com “Um no Enxame”
PróximoThe Honest Body Project
Gabriela Silva, mais conhecida como Petit Gabi é uma paraense que já morou em algumas cidades, mas que encontrou seu porto seguro em São Paulo. Uma redatora que adotou a escrita como hobby. Amante de livros, gatos, Chico Buarque...