Início VISÃO RÚSSIA | Mundo contemporâneo: a sátira na política

RÚSSIA | Mundo contemporâneo: a sátira na política

1044
Compartilhe

Sua principal marca é a ilustração política – desde a política interna da Rússia até a política externa. Assim são as obras primas de Mikhail Zlatkovsky, uma crítica à própria Rússia, com nuances do crescimento populacional, globalização, questões políticas, amor e o contexto geral que envolve a época contemporânea do país.

Os cartoons recheados de crítica social e política, de Mikhail Zlatkovsky.
Os cartoons recheados de crítica social e política. © Mikhail Zlatkovsky

Graduado em Engenharia Física de Moscou (1960), Mikhail inciou sua tese de dissertação em doutorado sobre os complexos militares e antes mesmo do final dela, um ‘clic’ mudou o curso de sua trajetória: foram as realidades obscuras da União Soviética que o levaram a crer que a carreira acadêmica não era exatamente o que queria para o resto de sua vida. Então, Zlatkovsky cedeu à sua paixão e tornou-se artista gráfico.

Sua obra é facilmente encontrada em jornais russos, como o diário Novye Izvestia, em esboços que traçam o cotidiano da Rússia e do mundo, em figuras que podem ser consideradas um ápice na abertura de ideias que representam os valores do local, bem como suas escolhas, direções e abordagens sobre a liberdade de imprensa.

Suas ilustrações são um sucesso internacional por mais de 30 anos, já tendo se destacado por diversos motivos na arte global, tanto pelo formato dos traços quanto pela atenção a ideias que cercam o mundo novo. O artista conta com mais de 200 distinções, dentre elas os 50 dos principais prêmios de ilustração do mundo.

Presidentes como Putin são uma característica e marca registrada nos desenhos de Zlatkovsky, que sempre subversivo, conta ao mundo nos desenhos animados em formato de charge, os acontecimentos jornalísticos da atualidade; convidando o interlocutor para um reflexão mais profunda que somente a imagem e a virtualidade podem permitir: a introspecção.

O cartoon de Mikhail Zlatkovsky que satiriza Vladimir Putin, presidente da Rússia.
O cartoon que satiriza o presidente da Rússia Vladimir Putin. © Mikhail Zlatkovsky
Crítica social e política de Mikhail Zlatkovsky.
© Mikhail Zlatkovsky
O trabalho recheado de crítica social e política de Mikhail Zlatkovsky.
O trabalho recheado de crítica social e política. © Mikhail Zlatkovsky
As críticas ácidas de Mikhail Zlatkovsky.
As críticas ácidas de Mikhail Zlatkovsky.

Ao observador, não se pode saber exatamente o que move o artista, se é a magnitude de interesses em mudar o mundo com ideias altruístas ou uma análise fria da realidade; da mesma forma é difícil saber se é humor ou arte, ainda mais quando as duas coisas se misturam.

Imprevisível e prolífico, o artista chamou a atenção do nazista Stalin em 1959, embora, devido a censura, a obra só pode ser publicada em 1988.

Por enquanto, a internet continua sendo o único território onde Mikhail Zlatkovsky passeia sem censura. Quer lugar melhor do que este para atingir a todos?

Afinal, política é política em qualquer lugar do mundo e onde há seres humanos, há jogo de interesses, desvios, corrupção, trocas, permutas, testas de ferro, escândalos e gafes de todos os tipos.

O trabalho recheado de crítica social e política de Mikhail Zlatkovsky.
Contratos de convivência entre o bem e o mal. © Mikhail Zlatkovsky

‘As autoridades precisam proteger sua imagem e por isso temem sátiras, retalhações e escárnio de ideias, é trabalho que não acaba mais para os assessores contornar.’ – Mas enquanto a internet for livre, os russos ainda poderão dar boas gargalhadas dos seus políticos nas obras de Mikhail Zlatkovsky.

* Não deixe de conferir todos os artigos do nosso Especial “ATIVAR na Copa. Até o próximo, em 2018!