Sentidos do Amor (Perfect Sense)

619
Compartilhe

Estava na faculdade e comecei a pensar em algo que abordasse o tema da ausência dos sentidos. Foi quando minha professora indicou o filme Sentidos do Amor. No começo pensei: “Que titulozinho sem graça, viu? Aposto que é comédia-romântica. Detesto comédia ainda mais romântica”. Foi quando resolvi ler a sinopse e minha opinião mudou… Pra pior! Ficção científica? Deve ter um monte de robôs com armas nucleares invadindo o planeta. Mas aí fui assistindo, assistindo e assistindo, e…

O filme Sentidos do Amor (Perfect Sense).
Eva Green e Ewan McGregor no filme “Sentidos do Amor”. © 2010, Sigma Films

Nada de amorzinho ou “inhê-inhê”, Sentidos do Amor é mais que isso. O filme surpreende desde o início. Falo referente ao seu lançamento (07 de outubro) em apenas 59 salas de cinema do Reino Unido. A intenção do diretor escocês David Mackenzie era de atiçar a curiosidade do público, e conseguiu. Arrecadou nada menos que 21 mil euros no fim de semana em que foi lançado.

Sentidos do Amor (Perfect Sense – 2011), mistura drama, romance e muita, mas muita ficção científica. A saga conta o dia a dia da epidemiologista Susan (Eva Green) e o chefe de cozinha bon vivant Michael (Ewan McGregor), duas pessoas de personalidade e gênios diferentes que se apaixonam, enquanto uma misteriosa epidemia se espalha pela Terra. Primeiramente, as pessoas ficam angustiadas quando perdem o olfato. Depois o desespero toma conta de todos e um desejo insaciável por comida faz com que se perca mais um sentido: o paladar. O mundo completamente devastado e no mais perfeito caos gera a perda dos outros dois sentidos: audição e visão. E é durante essa confusão toda que Susan e Michael vivem uma história de amor.

McGregor interpreta harmoniosamente cada momento do personagem. É visível a entrega do ator nas cenas, desde as de fúria, desespero e surtos, até as que requerem mais erotismo. Vale ressaltar que é a segunda vez que ele trabalhar com o diretor David Mackenzie. Em Pecados Ardentes (Yong Adam – 2003), seu personagem transmite um turbilhão de confusão e desespero.

Perfect Sense poster.Informações Técnicas

Título Original: Perfect Sense
Título no Brasil: Sentidos do Amor
País de Origem: Reino Unido, Dinamarca e Alemanha
Gênero: Drama / Romance / Sci-Fi
Duração: 92 min
Ano de Lançamento: 2011
Estreou no Brasil: 14 de Outubro de 2011
Direção: David Mackenzie
Roteiro: Kim Fupz Aakeson
Estúdio: Zentropa Entertainments / Sigma Films
Distribuição: IFC Films e Califórnia Filmes
Site Oficial: www.sigmafilms.com/films/perfect-sense

E o que dizer de Eva Green? A atriz consegue falar através dos olhos e a cada momento que a câmera enquadra em seu rosto, é possível ver sua performance dramática. Embora nas cenas dos surtos ela deixe a desejar. No compto geral Eva fez um bom trabalho.

Quanto ao diretor, sou suspeita pra falar porque eis aqui uma grande admiradora de seu trabalho. O que posso dizer é que Mackenzie foi ousado e conseguiu fazer o telespectador embarcar na sua viagem. Em diversos momentos ele abusou da sonoplastia (e da falta dela), do enquadramento, da imagem embaçada (fazendo analogia à perda da visão) e de closes nos lábios mastigando o vazio. É estranho para quem assiste não viver os surtos psicológicos junto com os personagens.

Ewan McGregor no filme Sentidos do Amor (Perfect Sense).
Desfoque nas laterais da imagem, demonstrando à perda da visão. © 2010, Sigma Films
Ewan McGregor e Eva Green no filme Sentidos do Amor (Perfect Sense).
A necessidade de sentir um beijo, desesperadamente. © 2010, Sigma Films

A obra questiona que sentido teria a vida sem os sentidos da audição, do olfato, visão e paladar, mas acima de tudo, como seria o mundo sem “amor”, sem o cuidado com o próximo. Eu não sei o que faria se estivesse frente a frente com o cenário apocalíptico deste filme. Então, recomendo que compre um sacão de pipoca, um refrigerante de 2 litros e convide os amigos. Você não vai se arrepender!