Início PALADAR MÉXICO | A Pimenta Chilli

MÉXICO | A Pimenta Chilli

896
Compartilhe

A culinária mexicana é muito famosa no mundo todo. Caracteriza-se por pratos picantes, temperados com alho e pimenta, em especial a pimenta Chilli. Então, resolvi experimentar…

Pimenta Chilli - Wallpaper.
A pimenta Chilli (clique aqui e baixe o Wallpaper em tamanho maior). Foto: Reprodução

Eu que sempre gostei de pimenta – e podia ser ao molho ou cortadinha com azeite, podia vir inteira na moqueca. A pimenta é rainha na culinária mexicana, onde é difícil encontrar pratos sem ela. Até em balas e pirulitos a pimenta está presente. E eu como apreciadora nata, estou sempre provando, mas dessa vez me dei mal. Nunca havia degustado a pimenta Chilli, até conhecer o novo restaurante mexicano do bairro, que fica na esquina da minha rua, onde fiz a curva do meu desespero. Minha língua começou a inchar, então veio uma sensação de cãibra insistente até que a minha garganta clamou por água. E meu corpo gritou: “apaga o fogo, que eu estou queimando”.

Nunca esqueço do garçom que me sugeriu o prato da casa: Chilli com Carne, que leva feijão, carne moída, molho de tomate, condimentos especiais e, é claro, a pimenta Chilli. Ah, a pimenta, essa eu não esqueço jamais! Ôh pimentinha malagueta, extremamente picante. Esses mexicanos gostam mesmo de algo caliente, já que a danada é utilizada no preparo de quase todos os pratos mexicanos – sopas, cremes, molhos cremosos e de tomate, frutos do mar, carnes, aves, vegetais e coquetéis. Haja pimenta, haja Chilli. Só de lembrar sinto a minha língua arder novamente. E das tais substâncias que dão às pimentas o sabor picante: o alcalóide lipófilo, a capsicina ou capsaicina e mais quatro outros compostos relacionados, coletivamente chamados de capsaicinóides. Cada um destes compostos tem um efeito único na boca e as suas diferentes proporções são responsáveis pelas sensações produzidas pelas inúmeras variedades. Eu responsável por minhas escolhas diferentes que sempre faço: Oh, Chilli!!!

A pimenta Chilli em um prato delicioso.
A pimenta Chilli em um prato delicioso. Foto: Reprodução

Obviamente não era a primeira vez que eu comia pimenta – confesso nunca ter experimentado está variedade da malagueta e nem sabia de seus benefícios. Dentre outras das 150 variações, escolhi a que arde igual a fogo que queima! Mas talvez, foi a quantidade ou a gula do momento, ou ansiedade, afoitamento… Enfim, naquela altura do campeonato, justo a pimenta que tanto gosto tinha me surpreendido, ardentemente. E é exatamente na extremidade do fruto que são produzidas as substâncias que dão o sabor picante, por isso, quando se removem as sementes e as membranas onde elas se prendem, pode reduzir-se muito o efeito picante. E o que mais tinha na minha pimenta eram sementes. Sementes… E aquele vermelho reluzente! Recordo-me de ter mastigado algumas sementes, a gente sempre faz isso quando está encantado.

É que nem relacionamento amoroso. Você já viveu e provou de muitas relações. Conheceu pimentas e pimentões. De repente você na mesa de um restaurante mexicano, que faz esquina no seu bairro, encontra alguém que passa a te dar ardor, calor que começa das extremidades e vai subindo uma fervura. Arde a alma, queima por dentro, sente dor no peito, falta de ar, tremedeira. Mas é excitante, provocante e sobretudo quente. Mas tem uns que esquentam tanto que te trava a língua ao ponto de te deixar sem conseguir dizer nada. Não sei o que aconteceu.

Foi a pimenta. Não foi. Só pode ter sido a pimenta Chilli, aquela que vem do México!