Início TATO Calça Jeans – Vilão do Meio Ambiente

Calça Jeans – Vilão do Meio Ambiente

2051
Compartilhe

Fashion, prático e democrático! O básico do guarda-roupa é um vilão do meio ambiente. Criado em 1873, como uniforme de mineiros, ele revolucionou a moda e o jeito de vestir. Com a ajuda do cinema, o jeans virou a peça mais pop da moda do último século. Será que Levi Strauss imaginava que sua criação destinada a operários mineiros, seria um dos maiores clássicos da moda? Creio que não. “Mas reza o carma”: faça o melhor que puder e será recompensado. E Strauss fez. O uniforme mais resistente da época, sucesso até hoje. O que ele não imaginava é que a demanda cresceria tanto a ponto de ser um vilão ambiental nos dias de hoje.

Calça Jeans
A calça jeans é um dos vilões do meio ambiente. Foto: Reprodução

Nestes 138 anos, o jeans é a única peça de roupa da história que beira a unanimidade – dos caubóis e rebeldes dos anos 30 a 50; aos minimalistas, grunges e luxuosos dos anos 90 e 2000; caminhoneiro, operário ou socialite – todo mundo tem pelo menos um. E assim o que era para ser resistente, resistiu inclusive ao tempo, e Strauss conseguiu eternizar a juventude através de uma peça de vestuário!

Segundo a revista National Geographic Brasil, a população mundial é de 7 bilhões. Se cada pessoa tem pelo menos uma peça jeans, há com certeza mais de 7 bilhões de jeans no planeta. E baseada na minha própria experiência, deve ser no mínimo o dobro. Pois com as chuvas que castigaram o Rio de Janeiro no ano passado, doei 16 calças! Eu não fazia idéia que tinha tantas! Aposto que você também nem lembra das suas? Para esclarecer, Jeans é o tipo de calça e Denim é o tecido do qual ela é feita.

O Brasil, está entre os quatro maiores produtores de denim no mundo, conforme a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), em 2009, foram confeccionados 226,7 milhões de calças jeans. A previsão populacional para 2045 é de 9 bilhões de pessoas. Será que o mundo está preparado para sustentar tanta gente? É, não tem como fugir desta tal palavrinha “sustentabilidade”. Pequenos gestos geram grandes mudanças. Você não precisa ser ativista do Greenpeace para fazer a sua parte. Então, comece pelo jeans!

Somente a partir da última década a sustentabilidade passou a fazer parte das pesquisas em novas tecnologias do universo jeanswear. A Diesel foi uma das primeiras a lançar o ecojeans, feito de algodão orgânico, produção antipoluente e sem processo químico na coloração. A Levi’s, também entusiasta sustentável, investe firme na redução da utilização de água em seus processos produtivos.

Mas nem sempre foi assim. Segundo a Revista Planeta, em Tehuacán no México, “durante anos as lavanderias que atendiam marcas como Levi’s e Gap, despejaram efluentes ricos em corantes e detergentes no rio que irriga as plantações de milho da cidade. Em 2007, a poluição gerou uma crise de contaminação de alimentos com repercussão mundial. Pressionadas, as grandes marcas passaram a exigir a adoção de estações de tratamento de efluentes (ETEs) pelas lavanderias, sob risco de cancelarem a prestação de serviço. O problema acabou sendo transferido pois boa parte das empresas que operavam no México mudou-se para a China e a Índia. Em Xintang, cidade chinesa que produz 260 milhões de pares de jeans por ano, 17 das 21 amostras de água testadas pela organização ambientalista Greenpeace apontaram presença de cinco tipos de metais pesados. Em uma delas, o índice de cádmio excedeu em 128 vezes os limites nacionais chineses. Confira nas tabelas abaixo os impactos e o ciclo de vida do tradicional jeans 501 da Levi’s:

Os dados das tabelas são de uma pesquisa realizada pela Levi’s no ano de 2009, quando se descobriu que: são emitidos 32,5 kg de CO2, o equivalente ao carbono sequestrado por seis árvores por ano; que se gasta energia suficiente para assistir a uma televisão de plasma por 318 horas e que a água consumida é suficiente para 53 banhos de sete minutos cada (3.480,6 litros). Imagens: Revista Planeta.

O impacto ambiental causado pelo consumidor é assustador: somos responsáveis por 41%. Confira na tabela de ciclo de vida! Mas afinal, o que nós consumidores podemos fazer para reduzir este impacto?

» Lavar menos: Lavando apenas uma vez por mês, o consumidor reduzirá em 48% o impacto na emissão de carbono, em 40% a energia gasta e em 35% o consumo de água. Não precisa radicalizar como o jovem canadense Josh Le que usou o mesmo jeans por 15 meses sem lavá-lo nenhuma vez.

» Secar ao natural: Além de mais econômico e ecológico, aumenta a vida útil da peça.

» Use bastante: Rasgou? Aproveite para customizar e ter uma peça exclusiva e diferente.

» Doe: Organize o guarda-roupa. Renove as energias. Ganhe espaço e praticidade reduzindo o tempo de procura por peças que você realmente usa. Doe o jeans que está só mofando e ajude quem precisa.

» Compre ou venda em brechós: Aquela peça maravilhosa que alguém usou e não queria mais pode estar te esperando no brechó mais próximo. Não saia por aí gastando. Afinal, sustentabilidade é sustentar-se. É mais saudável para o meio ambiente e também para sua conta bancária. Afinal a palavra elegância significa “escolher, então escolha a atitude que lhe fará mais saudável”.

» Troque: Está com pena de doar aquele jeans caríssimo ou enjoou do seu? Ligue para os amigos, marque aquele futebol ou dia da beleza e aproveite para avisá-los: Levem alguns jeans que você não usa mais. Vamos trocar?

» Compre de quem respeita o meio ambiente: Fique de olho nas etiquetas e procure informar-se sobre os processos produtivos utilizados pelas marcas que você compra.

» Prestigie marcas locais: Isso reduz consideravelmente os poluentes emitidos pelo transporte da calça.

» Reaprenda a comprar: Não compre por impulso. Oriente suas compras por critérios inteligentes. Invista em peças realmente boas. Achou um absurdo pagar R$ 300,00 por aquela peça confeccionada com jeans orgânico, não resistiu e comprou aquela que estava a venda no supermercado por R$ 40,00? Faça as contas e verá que o barato sai caro. Com estas atitudes, fica bem mais fácil tornar o nosso blue jeans mais amigo da natureza. Ajude a pausar a caça a calça jeans!

———————————————————————————————————————————————-

Valesca BenderValesca Bender desenvolve ecoprodutos de moda, joalheria, mobiliário e design de interiores. Muito determinada e com o sonho de transformar o mundo, formou-se em Design de Jóias pela Ulbra, onde se destacou com idéias de vanguarda. Criou a cadeira sustentável EcoHelp, sendo premiada no Concurso Dança das Cadeiras. O foco do trabalho da designer é a sustentabilidade. @valescabender

  • Oi Valesca, td bem? Não tinha ideia q minha tão adorada calça jeans era mais um vilão do meio ambiente. Vou tomar as precauções q vc mencionou, ótimas dicas! Me diz uma coisa, onde vende o ecojeans? Tem algum site q vc conheça?

    Adorei seu texto! Estou ansiosa pelo próximo, volto aqui sempre…
    Bjo!