Início VISÃO 3 Filmes Sutilmente Românticos

3 Filmes Sutilmente Românticos

154

O Dia dos Namorados é aquela data água com açúcar em que, quem tem um par fica todo meloso e quem não tem, por mais que diga que não, fica um pouquinho ou totalmente deprê. E assistir um bom filme faz toda a diferença para quem está acompanhado ou não. Por isso, para o dia 12 de junho, tenho uma lista com 3 filmes sem clichês e que trazem em seu roteiro um quê de romantismo de uma forma completamente sutil.

1. Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind – 2004)

Já pensou se fosse possível deletar da sua memória aquele relacionamento que não deu certo? Aposto que muita gente por aí iria adorar apagar da cabeça, as lembranças que machucam quando se acaba uma relação. E é um pouco disso que o filme trata. Pois, quando Joel Barish (Jim Carrey) e Clementine Kruczynski (Kate Winslet) procuram a Lacuna Inc, seu maior desejo é esquecer as lembranças que tem um do outro, como se com isso, pudessem seguir o rumo de suas vidas sem a dor de um coração despedaçado pelo que não deu certo entre os dois.

Na vida real, talvez uma clínica como essa poupasse muita gente da dor do amor. Porém, assim como no filme, existem relações e sentimentos que são impossíveis de apagar. São elas que constroem quem somos e quem desejamos ser. E fazer de conta que nunca existiram, influenciam diretamente naquilo que acabamos por nos tornar.

Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças (assista o Trailer), é uma história de amor onde o que as pessoas mais desejam é esquecer o amor. Prepare-se para rir, talvez chorar, mas principalmente, para pensar muito.

2. Hora de Voltar (Garden State – 2004)

Só quem já morou em uma cidade pequena, mudou para uma maior depois retornou sabe como é estranha a sensação de olhar tudo com os olhos de alguém que parece nunca ter pertencido aquele lugar.

Em Hora de Voltar (assista o Trailer), o personagem do ator (e também diretor) Zach Braff, Large, se vê obrigado a retornar à sua cidade natal e se depara com um passado que há tempos não deseja encarar. A relação mal sucedida com o pai e o fato de ser um cara considerado estranho, são ignoradas por conta dos remédios que toma desde a adolescência. Mas ao voltar e conhecer a tão insana quanto, Sam (Natalie Portman) e rever o velho amigo Mark (Peter Sarsgaard) as coisas começam a mudar.

A relação entre Large e Sam é o ponto alto do filme, cheia de momentos engraçados e alguns até emocionantes. E o mais importante, é que ao conhecê-la, sua vida que até então era completamente pintada em tristes tons cinzas, começa a ter um colorido surpreendente.

3. O Amor não tira Férias (The Holiday – 2006)

Seria muito bom poder mudar de ares e tirar umas férias de si mesmo quando as coisas não saem como planejamos, não é? E quando um amor não vinga? Nossa, aí seria perfeito. Em O Amor não tira Férias essa possibilidade é real.

Quando Amanda (Cameron Diaz) e Iris (Kate Winslet) resolvem trocar de casa na tentativa de esquecer seus revezes amorosos e colocar as coisas em ordem, o que ganhamos são cenas hilárias. Principalmente as trapalhadas de Amanda, tentando se adaptar na casinha nova e Iris lutando para interpretar o papel principal em sua própria vida.

Jud Law e Jack Black que vivem respectivamente os pares de Amanda e Iris, também nos brindam com uma participação que completa esse quarteto amoroso engraçadinho. Jud, diga-se de passagem, surpreende na interpretação que foge do quase sempre papel do “galã pegador” que lhe cabe muito bem, para viver o de um viúvo que luta para ser pai e mãe de duas garotinhas lindas e também para encontrar um novo amor que o complete.

Em O Amor não tira Férias (assista o Trailer), encontramos uma comédia romântica que traz o romantismo de uma forma sutil, sem os costumais clichês do gênero. E principalmente, a ideia de que com força de vontade e coragem para encarar o novo, somos capazes de dar o rumo que realmente queremos para nossas vidas.

Esse foi o meu Top 3 – Especial Dia dos Namorados, para o time dos românticos sutis que podem fazer companhia tanto para os casais apaixonados, quanto para os convictos solteirões. Desejo a todos um Feliz Dia dos Namorados! Independentemente de estar acompanhado, à procura de um amor ou simplesmente no modo “a solidão me cai bem”. (Para uma sinopse completa de todos os filmes citados, recomendo o site Omelete, onde busquei as referências para este singelo post).

———————————————————————————————————————————————-

Gabriela SilvaGabriela Silva, mais conhecida como Petit Gabi é uma paraense que já morou em algumas cidades, mas que encontrou seu porto seguro em São Paulo. Uma redatora que adotou a escrita como hobby. Amante de livros, gatos, Chico Buarque e apaixonada por redação. Enfim, uma pessoa comum, que gosta de escrever sobre coisas comuns. Mais do mesmo no Só Vim Pra Escrever, seu blog pessoal. @petitgabi