Início VISÃO Mídia e Alienação

Mídia e Alienação

1861
Compartilhe

O filme Cidadão Kane (Citizen Kane), de 1942, é um clássico dirigido por Orson Welles, que conta a história de um rico cidadão americano, dono de um jornal, que se torna o mais importante veículo de informação de sua época, e mostra o imenso poder que é concedido a esse único homem através da influência (ou manipulação) que o jornal exerce sobre a população.

Orson Welles em Cidadão Kane
Orson Welles em cena do filme “Cidadão Kane”. Foto: Divulgação

A história é fictícia, mas poderia ser real se comparado com a história do império da família Marinho. A Rede Globo de Televisão é hoje a maior força política de um país com 190 milhões de habitantes.

O Brasil possui hoje um sistema que pode ser chamado de “capitalismo selvagem”, está entre os dez maiores PIBs mundiais, mas a desigualdade social é gritante, como em toda a América Latina. Os programas de televisão buscam audiência e para isso a programação precisa ser de um baixo nível cultural para acompanhar a grande massa e gerar lucros. Desse pensamento surgem programas como: Domingão do Faustão, Domingo Legal, Fantástico, etc. Forma-se então um ciclo vicioso, pois os programas são feitos para as camadas mais populares e essa grande massa perde a capacidade de raciocínio e senso crítico, devido ao alto consumo desses programas.

A Teoria da Agulha Hipodérmica nunca foi formulada academicamente, é calcada no behaviorismo (aquela ideia de causa-efeito), e diz que o sujeito absorve completamente aquilo que os meios de comunicação lhe passam, sem qualquer interferência de outros meios, ou ainda uma reflexão crítica. A informação nos seria injetada com uma agulha hipodérmica, e nada poderíamos fazer para evitar isso. Os efeitos da comunicação seriam diretos, e o público completamente passivo. O termo ‘agulha hipodérmica’ foi cunhado por Lasswell, mas a Teoria Hipodérmica propriamente dita continua sem autor definido. Dessa maneira deveríamos atentar o máximo possível para o que as mídias no geral nos fazem engolir, ou tentam (também chamada de Teoria dos Efeitos a Longo Prazo, ela joga a ideia de os meios de comunicação agirem como alteradores da estrutura cognitiva das pessoas. A longo prazo, como bem diz o nome, o indivíduo teria seu modo de conhecer o mundo modificado pelos meios de comunicação de massa. Como consequência, os assuntos e tópicos abordados em conversas seriam agendados pelos meios, havendo, assim, um agendamento dos temas e assuntos).

O filme Cidadão Kane
Cena do filme “Cidadão Kane”. Foto: Divulgação

Além do poder político que grandes emissoras e mídias em geral podem assumir, existe a manipulação de imagens que é constantemente feita para dar um carácter mais maniqueísta à história narrada, ou seja, definir claramente o “bom” e o “mau” para incrementar a história, seja para interessar pessoas e atrair audiência ou manipulá-las.

No documentário Muito Além do Cidadão Kane (Beyond Citizen Kane), vimos as nefastas relações entre a Rede Globo de Televisão, na época comandada por Roberto Marinho, com o cenário político brasileiro. Trazendo o debate para os dias de hoje, vemos que práticas de corrupção semelhantes ainda acontecem na imprensa brasileira. Um interessante documentário que nos faz refletir sobre a grande influência que a televisão exerce sobre nós, principalmente a Rede Globo. A emissora de Roberto Marinho conseguiu altos níveis de audiência e de popularidade entre as pessoas. O humor de Chico Anísio, o jornalismo do Fantástico e do Jornal Nacional, a ficção das novelas, os programas de domingo além da folia do carnaval carioca agitavam os televisores de muitas famílias e derrubavam os concorrentes (Band, SBT, Manchete, etc).

Documentário Muito Além do Cidadão Kane
Capas produzidas para o documentário “Muito Além do Cidadão Kane”. Foto: Divulgação

Com o Regime Militar, a Rede Globo foi se consolidando e ganhando destaque com a “ajuda” do governo, em troca, eles ocultavam as verdades a respeito do Regime. Nessa época, Roberto Marinho se tornou riquíssimo. No final da Ditadura Militar, a Globo começou a mostrar os sindicatos que até então não aparecia nas telas. Nas eleições de 1989, houve uma manipulação na edição do Debate que aconteceu na TV Globo, a favor de Fernando Collor, que ganhou as eleições. Essa manipulação ocasionou muitos comentários e modificou totalmente o resultado. Isso é uma prova de como a influência desse meio de comunicação afeta as escolhas e a liberdade das pessoas.

De acordo com o site iMDb, o documentário foi produzido e distribuído exclusivamente pela rede de televisão pública inglesa Channel 4. Porém a Rede Record, detentora dos direitos de transmissão exclusiva, sustenta que a BBC de Londres, estaria relacionada com sua produção.

Fonte: Documentário “Muito Além do Cidadão Kane” de Simon Hartog, 1993. Documentário “Encontro com Milton Santos: O Mundo Global Visto do Lado de Cá” de Sílvio Tendler, 2006.

——————————————————————————————————————————————

Isabel NobreIsabel Nobre é uma aspirante a jornalista, patriota, que sonha em fazer do país um lugar melhor. No seu coração existe um amor incondicional para com os livros, principalmente por livros velhos, gosta de ler com o livro se desmanchando em suas mãos. Respeita, acima de tudo, as diferenças, ama os animais, e, em quase todos os momentos, ama a vida. @isabelnobre_