Início VISÃO Filmes e um pouco do amor na vida real

Filmes e um pouco do amor na vida real

918
Compartilhe

A vida nunca é exatamente como planejamos. Tem gente que acredita em planejamento estratégico e em resoluções de fim de ano, faz plano e programa tudo com muita dedicação. Às vezes dá certo. Geralmente não dá. Daí tem aqueles que creem em destino, em planos de Deus, em carma e no cósmico para justificar o andamento que a vida toma ao longo dos anos. E mesmo assim a vida toma o rumo que bem entende.

Foi Apenas um Sonho (Revolutionary Road - 2008).
Cena do filme “Foi Apenas um Sonho”. © DreamWorks Pictures

No amor, que é um complemento dessa aventura chamada vida, nossa existência se torna uma experiência mais completa. Ele traduz nossas expectativas de felicidade no reflexo da pessoa amada. E nos faz querer planejar em dobro. O que torna tudo ainda mais etéreo, pois se fazer planos sozinho já tem uma margem de decepção enorme, imaginem em dose dupla.

E muitas vezes vamos ser desviados do que achamos ser nosso ‘Happy End‘ amoroso porque é disso que a vida é feita. De ciclos que iniciam e se encerram sem nosso consentimento, por assim dizer. Hoje você está com o homem/mulher da sua vida, com planos elaborados que envolvem anos e anos juntos. Ao seu lado está a pessoa que te completa e faz a sua vida parecer a mais incrível do universo. Bom, mas até quando? Isso não dá para saber.

Bom, mas o que eu pretendo com tudo isso? Apenas sugerir essa listinha de filmes que de uma forma ou de outra traz um choque de realidade para quem acha que “o amor é para sempre” e “o que Deus uniu ninguém separa”, quando na verdade o certo em acreditar deveria ser “que seja eterno enquanto dure”. Aproveite!

1Azul é a Cor Mais Quente (La vie d’Adèle – 2013)

Léa Seydoux e Adèle Exarchopoulos no filme Azul é a Cor Mais Quente (La vie d’Adèle - 2013).

Com Léa Seydoux e Adèle Exarchopoulos.

A descoberta do amor e da sexualidade, as relações sociais e a rotina de uma garota de 15 anos são os motes principais do filme. Mas o que eu realmente absorvi de Azul é a Cor Mais Quente é que mesmo a paixão mais quente, um dia esfria. E se o amor não tiver se consolidado de fato, a relação acaba por um deslize que seja. E o que fica é aquela sensação de “se eu tivesse agido diferente, teria dado mais certo?”.

2Desejo e Reparação (Atonement – 2007)

Keira Knightley e James McAvoy no filme Desejo e Reparação (Atonement - 2007).

Com Keira Knightley e James McAvoy.

Um filme sobre obstáculos a serem superados e como a ação de terceiros pode afetar uma relação, mesmo quando o sentimento é sincero. Muitas vezes a vontade de ficar junto não é o que faz um amor dar certo. Desejo e Reparação é daqueles filmes que te deixam com o queixo caído, tamanha surpresa que você sente ao se deparar com seu final.

3Diário de uma Paixão (The Notebook – 2004)

Ryan Gosling e Rachel McAdams no filme Diário de uma Paixão (The Notebook - 2004).

Com Ryan Gosling e Rachel McAdams.

Será que existe mesmo aquilo de “se é para ser, será?”. Parece que em Diário de uma Paixão, sim. Pois, afinal, entre muitos encontros e desencontros é que o amor deles pode nos mostrar sua força. Mas, como nem tudo na vida são flores… Sim, a vida é cruel e precisamos estar preparados para seus golpes. Porém, a forma como você vai encará-los, depende apenas de você mesmo. Aprenda com Noah Calhoun!

4Foi Apenas um Sonho (Revolutionary Road – 2008)

Kate Winslet no filme Foi Apenas um Sonho (Revolutionary Road - 2008).

Com Leonardo DiCaprio e Kate Winslet.

Os planos de uma vida a dois, plena e feliz, pode muito bem ser destruídos por uma cruel rotina diária. Em Foi Apenas um Sonho é a clara evidência de que nem todos os casais estão prontos para isso e precisamos ser realistas para aceitar que nessa vida, os contos de fadas estão apenas nos catálogos da Disney.

5Lembranças (Remember Me – 2010)

Robert Pattinson e Emilie de Ravin no filme Lembranças (Remember Me - 2010).

Com Robert Pattinson e Emilie de Ravin.

Uma aposta entre amigos acaba se transformando em uma grande paixão, que posteriormente vira parte do enredo de um acontecimento que abalou o mundo. Lembranças nos mostra sobre tragédias que destroem as chances de felicidade de um casal promissor. Chame isso de destino ou planos de Deus, mas a verdade é que sim, seu amor pode ser destruído por algo que você não tem nenhum poder de evitar.

6Os Amantes do Círculo Polar (Los amantes del Círculo Polar – 1998)

Joroslaw Bielsky e Najwa Nimri no filme Os Amantes do Círculo Polar (Los amantes del Círculo Polar - 1998).

Com Joroslaw Bielsky e Najwa Nimri.

Sabe aquelas situações em que amamos uma pessoa e nos desencontramos dela durante muitos anos, depois a reencontramos e notamos que ainda amamos como da primeira vez? Lindo, né? Muitas expectativas, muito para conversar e conhecer, muito para viver. Tudo parece se encaixar. Aí vem e vida e puft… Pois é. Os Amantes do Círculo Polar é assim, um grande “puft” na sua cara.

7Um Amor para Recordar (A Walk to Remember – 2002)

Mandy Moore e Shane West no filme Um Amor para Recordar (A Walk to Remember - 2002).

Com Mandy Moore e Shane West.

Clássico romance adolescente, com pessoas contra o amor dos dois, muita gente tentando atrapalhar, depois o aprendizado e por fim a redenção. Tinha tudo para ser um happy end perfeito, mas mais uma vez, a vida mostrou como pode ser dura com os casais apaixonados. Um Amor para Recordar é isso, saber guardar as lembranças de um amor maravilhoso, mas que por um motivo ou outro, teve um fim.

8Um Dia (One Day – 2011)

Anne Hathaway e Jim Sturgess no filme Um Dia (One Day – 2011).

Com Anne Hathaway e Jim Sturgess.

Sabe aquela pessoa que entra e sai da sua vida durante anos e você, por mais que tente muito, não consegue de desvincular? Quase todo mundo já teve alguém assim. Aquela pessoa que sempre deixa um gostinho do “e se a gente desse certo de uma vez por todas, não seria incrível?”. Em Um Dia, o casal vive essa situação durante 20 anos. Para quando enfim ficarem juntos e… Bom, assista para conferir.

Compartilhe
AnteriorSem Medo de Falar
PróximoSylvia Plath e A Redoma de Vidro

Gabriela Silva, mais conhecida como Petit Gabi é uma paraense que já morou em algumas cidades, mas que encontrou seu porto seguro em São Paulo. Uma redatora que adotou a escrita como hobby. Amante de livros, gatos, Chico Buarque…