Início ATIVIDADES Ativismo Social O que você faria se NÃO pudesse sentir o TOQUE?

O que você faria se NÃO pudesse sentir o TOQUE?

816
Compartilhe

Chegamos ao último especial da série sobre a ausência dos sentidos. Agora é a vez do TATO… Em algum momento, você já parou pra pensar na importância do sentido do tato para sua vida? É, quase nunca pensamos nisso. Só quando acontece algo que nos tira a capacidade de sentir, como exemplo: a paraplegia. E você, o que faria se não pudesse sentir o TOQUE?

O Tato através do toque.
O sentido do tato através do toque. Foto: Reprodução

Se não tivéssemos a capacidade de sentir a dor de uma pancada ou um corte que faz sangrar, provavelmente poderíamos ter uma hemorragia interna e até morrer. Ninguém deseja sentir dor, mas nesses casos ela é o alerta necessário que te faz procurar ajuda para curar um machucado simples ou problemas mais sérios. O sentido do tato nos traz a noção de frio e calor (termocepção), localização espacial do corpo (cinestesia), identificação de texturas (sistema somatosensorial) e a percepção da dor (nocicepção). Geralmente associado apenas com a pele, na verdade inclui vários órgãos diferentes como o labirinto e medulas.

Alguns especialistas dizem que a violência na sociedade diminuiria se as pessoas simplesmente se tocassem mais. Isso nos leva a pensar o quanto é prazeroso sentir as pessoas a nossa volta. Imagine se você não pudesse sentir o toque das mãos daquela mulher que tanto deseja? Não sentir o calor que vem do seu corpo, seus abraços, suas carícias e beijos que nos levam ao intenso prazer e bem estar.

Você deve estar se perguntando como isso seria possível? Pois bem, existem pessoas que sofrem lesões na medula espinhal e a depender de onde foi a lesão, o individuo pode ficar paraplégico (perder o controle e a sensibilidade dos membros inferiores) ou tetraplégico (paralisia do pescoço para baixo, afetando todas as quatro extremidades, superiores e inferiores, juntamente à musculatura do tronco).

Não sentir o calor humano, um toque de amor ou um abraço forte e demorado é algo extremamente ruim. Já atravessei vários momentos de privações em minha vida, mas graças a Deus tenho sensibilidade no corpo todo. Tanto para sentir coisas boas como as coisas ruins, tipo a dor. Acho que esse foi um dos fatores que me deram forças para seguir em frente, batalhando por dias melhores.

Agora, vamos ao nosso último teste? Experimente ficar alguns dias sem tocar, abraçar ou beijar ninguém. Você vai começar a sentir uma necessidade maior de ser tocado, acarinhado, abraçado ou apenas beijado. Mas fique apenas poucos dias, hein. Não quero ver ninguém com abstinência de abraços, beijos, carícias e até de sexo (risos).

E aí, já sabe o que você faria se não pudesse sentir o TOQUE das pessoas?

* Se você perdeu algum dos especiais da série sobre a ausência dos sentidos. Faça sua escolha e vá diretamente a eles: Visão, Audição, Olfato e Paladar.

  • Ana Luísa Neves

    Eu morria sem poder sentir o toque, sentir-me ia morta, como se não estivesse em contacto com o mundo, como se nada fizesse sentido. Não diria mal de Deus, não o amaldiçoava, mas sentir-me-ia longe de tudo e de todos, apenas mais um espectador do mundo sensorial.
    És um caso notável. Sabes dar valor a cada partícula que produz algo de bom e prazeroso que existe em ti e nas outras pessoas, e tanta gente a desprezar-se e a menosprezar essa possibilidade de singular importância, que é o tão simples toque, os sentidos!
    Obrigado por estas palavras únicas, porque tu és único!
    Beijos grandes

    • Oi Ana, é sempre bom ter sua opinião por aqui. Só tenho a agradecer pelas suas palavras e dizer q realmente é duro ser privado de algum dos sentidos, seja visão, audição, olfato, paladar ou tato. Qualquer um faz falta pq todos se completam. Porém, as dificuldades nos ensinam mtas coisas sobre a vida. E ela precisa ser vivida de uma forma ou de outra. Bjo grande!